quarta-feira, setembro 15, 2010

Adolecentes morrem afogados no Rio Piracicaba

Antônio Dias - Uma tragédia foi registrada pelo Corpo de Bombeiros na tarde deste sábado, 11, na zona rural de Antônio Dias. Três pessoas morreram afogadas quando tentavam atravessar o rio Piracicaba, entre elas a filha de um policial militar: Brena Cristina Ribeiro Teixeira, de apenas nove anos. De acordo com testemunhas, ela submergiu repentinamente na água. Jonatha Magley Ferreira, 19, e Marcelo Fernandes Rodrigues, 18, tentaram salvá-la, mas também afundaram e desapareceram juntamente com a garota.
    As vítimas estavam no Sítio do Vovô, na localidade de Sá Carvalho. O baixo nível de rio Piracicaba – em função da falta de chuvas nos últimos meses – encorajou Brena, Jonatha e Marcelo a tentarem atravessá-lo.

A menina era filha do cabo da PM Álvaro César, lotado em Belo Horizonte. Ela estava a passeio na região e foi sepultada no domingo, na capital mineira. Já os corpos de Jonatha e Marcelo foram enterrados no cemitério Senhor do Bonfim, em Coronel Fabriciano.
    Os cadáveres foram retirados da água pela equipe do sargento Mota, do Corpo de Bombeiros de Fabriciano. O local foi vistoriado pelo perito Hebert De Mingo, da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (1ª DRPC). Os corpos levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga.
Jonatha residia na Rua Maringá, no Bairro Mangueiras, em Fabriciano. Marcelo também era do Mangueiras. Ele morava na Rua Atlético. Já Brena era do município de Santa Luzia, região metropolitana de BH.

Fonte: O Popular

4 Comentários:

ednalegaldemais disse...

isso pra mim foi só um jeito de se livrar de BRENA,pois viram ela se debatendo e falaram que ela estava brincando com a água.
pois ligavam anonimos até descobrirmos que era jõao batista
a um ano atrás falando que queria matar a BRENA,pois ela seria o pivo que atrapalharia o reconcilhamento doentio que ele tinha com a mãe de BRENA,
e é tudo mentira em questão que ela estaria brincando de bola,pois a mulher que se responsabilizava por ela naquele momento sabia que era fundo aquele local e seria ela também a mulher de Jõao Batista.
ela diz para os filhos de Jõao b. que ra irmãos de BRENA que não era para falar que ele estava no local
a mãe ADRIANA pede JUSTIÇA, pois ela acha que foi tudo armação.
Hoje os irmãos e a mãe estão tendo tratamento piscologico pois estão muito traumatizados com a morte da BRENA.

ednalegaldemais disse...

Se esse jornal Diario do Aço quer respostas certas para suas noticias sobre o caso pergunte para o tal Jõao batista que mora no bairro Mangueiras,n:375,Coronel fabriciano
o porque ele pediu que as crianças mentisse sobre a sua presença no local da TRAGEDIA
se voces receberam esse recado mande outro de volta

ednalegaldemais disse...

ele é um filha da P....,enquanto a menina se afogava ele usava drogas com os comparças na frente das crianças e quando a policia e os bombeiros chegaram eles fugiram covardemente,pedindo a sua mulher NAIARA que pedisse os seus filhos que eram irmãos da BRENA que mentisse sobre sua presença no local
e foi assim que aconteceu e em questão de alguém fazer algo para salvala foram MARCELO e JHONATAN conhecidos desde crianças pela mãe da garota
hoje eu acredito que eles estão com DEUS,pois só de terem penssado em salva-la já ganharam a salvação...

ednalegaldemais disse...

se vcs trabalham realmente com a justiça e verdade procure saber o porque ele correu e não a salvou a criança é por vingança ou covardia????????????????????????
se vca correrem atrás do porque eu agradeço

Postar um comentário